domingo, 31 de outubro de 2010


''Eu decidi, desde muito cedo, apenas aceitar a vida incondicionalmente.
Eu nunca esperei que ela fizesse nada especial por mim, apesar de eu conseguir alcançar muito mais do que cheguei a imaginar.
Na maioria das vezes essas coisas só aconteceram sem que eu procurasse por elas.''

acredita?


Quando tudo que me acontecia de bom era viver; quando todos os caras inúteis que conheci me abandonaram e desvalorizaram o meu amor, quando eu havia desistido de acreditar, ele me mostrou que no fundo vale a pena. Uma voz já semelhante a uma que havia falado comigo algum tempo, tornou a repetir : "Acredita,acredita. Uma hora você acerta." Então topei, acreditei mesmo, me entreguei mesmo, me apaixonei mesmo..e hoje eu simplesmente acredito. Mesmo sabendo que me decepcionarei em alguns momentos, acho que a magia da vida é essa, acreditar; imaginar o perfeito mesmo vivendo a imperfeição. Isso sim é viver um conto de fadas..acreditando,acreditando,acreditan
do e acreditando. Simples assim, acredita?

Uma mulher

Que o outro saiba quando estou com medo, e me tome nos braços sem fazer perguntas demais.
Que o outro note quando preciso de silêncio e não vá embora batendo a porta, mas entenda que não o amarei menos porque estou quieta.
Que o outro aceite que me preocupo com ele e não se irrite com minha solicitude, e se ela for excessiva saiba me dizer isso com delicadeza ou bom humor.
Que o outro perceba minha fragilidade e não ria de mim, nem se aproveite disso.
Que se eu faço uma bobagem o outro goste um pouco mais de mim, porque também preciso poder fazer tolices tantas vezes.
Que se estou apenas cansada o outro não pense logo que estou nervosa, ou doente, ou agressiva, nem diga que reclamo demais.
Que o outro sinta quanto me dóia idéia da perda, e ouse ficar comigo um pouco - em lugar de voltar logo à sua vida.
Que se estou numa fase ruim o outro seja meu cúmplice, mas sem fazer alarde
nem dizendo ''Olha que estou tendo muita paciência com você!''
Que quando sem querer eu digo uma coisa bem inadequada diante de mais pessoas, o outro não me exponha nem me ridicularize.
Que se eventualmente perco a paciência, perco a graça e perco a compostura, o outro ainda assim me ache linda e me admire.
Que o outro não me considere sempre disponível, sempre necessariamente compreensiva, mas me aceite quando não estou podendo ser nada disso.
Que, finalmente, o outro entenda que mesmo se às vezes me esforço, não sou,
nem devo ser, a mulher-maravilha, mas apenas uma pessoa: vulnerável e
forte, incapaz e gloriosa, assustada e audaciosa - uma mulher
''Quando eu tinha 5 anos, minha mãe sempre me disse que a
felicidade era a chave para a vida. Quando eu fui para a escola, me
perguntaram o que eu queria ser quando crescesse. Eu escrevi “feliz”. Eles me disseram que eu não entendi a pergunta, e eu lhes disse que eles não entendiam a vida.''

De mais ninguém

Eu sempre quis gostar de alguém como eu gosto de você meu bem. Hoje você me traz uma tranquilidade e ao mesmo tempo me assusta. Eu não planejei você no meu caminho, como eu custumava fazer com tudo. Você apareceu, me envolveu. Me deu uma dose de calma pra minha vida agitada e uma dose de adrenalina pra meu coração que ja parava de bater. A vida nos prega cada peça. E hoje ao invés de planejar meu futuro, eu penso em viver com você, me casar e ter filhos? EU? Logo eu, que sempre banquei a independente. Falava que homem nenhum iria mudar meus planos e agora você vêm, de mansinho, me usa, me abusa, me muda, me vira pra um lado e pro outro e me deixa que nem uma boba aqui: sonhando acordada com um amor perfeito. Esse é um problema, todas as garotas sonham com "OO" amor perfeito, e eu vivendo o meu? Já? Ou ao menos, acreditando que esteja. E como se não bastasse pra me encher de dúvidas, vem o segundo quesito: O medo de você ser "o cara da minha vida" e tenha aparecido cedo demais, que eu não tenha cabeça nem paciência o suficiente pra levar um caso tão a sério. Afinal, dois jovens já querendo brincar de casinha? Se eu não me controlar, acabo deixando tudo pra ficar com você. Mas NÃO! Eu não concordo. Eu não posso. Aii, mas eu quero, quero muito. Então vêm, me beija, me pega, me abraça, me amassa, sou sua e de mais ninguém, meu bem.

sábado, 30 de outubro de 2010

Fique.

Ultimamente uma coisa tem me doído muito: não penso em você mais com a mesma intensidade de antes. Bem, você deve tá se questionando, se perguntando porque isso doí se o meu maior desejo era tirar você do meu coração já que eu não podia tê-lo. Acontece que você virou minha rotina, meu hábito. Pensar em você era um vício, e confesso que isso tudo me fazia bem. As vezes pensava tanto que podia até sentir seu cheiro e sua presença. Era algo que me confortava, aquela esperança toda de que um dia você ia voltar. Você passou tanto tempo em minha vida e logo depois resolveu ir embora, simplismente partir. Não era daqueles caras que voltava atrás, se arrependia e eu amava esse jeito firme de ser apesar de que eu queria tanto que você se arrepende-se. Foi pra longe dos meus olhos, pensando que tudo ia acabar, achando que quando diziam que 'aquilo que os olhos não veêm o coração não sente' era verdade, mais esquecendo que mesmo longe dos olhos eu te tinha cada vez mais dentro do meu coração. Eu não te pedi pra voltar, em momento algum eu pedi isso. Não que eu não te amasse, mas eu amava tanto que o deixava livre. Como dizia Caio Fernando Abreu, 'amo tanto que te deixo em paz'. E agora, depois de meses e meses de pura dor, você tá querendo ir embora até do meu pensamento? Fala sério, não te basta ir só para longe dos meus olhos você também quer ir pra longe do meu coração? Pode até ir com seu cheiro, seu cabelo, sua pele, seus olhos, sua boca, seu jeito, mas por favor, não leve sua lembrança de mim. Me faça ter em quem pensar, em ter em quem amar antes que eu possa me sentir a mulher mais fria do mundo. Vá mas fique, deixa eu eternizar nossos momentos, deixa eu imaginar nós dois juntos de novo, deixa eu sofrer de amor e um segundo depois amar novamente. Vai, mas por favor, fique.

Nunca soube me amar!

Tudo na vida tem seu fim, mas eu teimava e insistia em acreditar que era para sempre. A culpa é sua, que me fez criar esperanças, aumentar o meu coração de tamanho só para poder te amar melhor e fazer crescer esse sentimento.
Até o que era doce se transformar em amargo,mas você não me avisou.Seu amor deveria ter vindo com prazo de validade.
Assim eu não iria me apegar e criar planos com você, que a propósito você nunca vai saber.
Você nunca vai saber o quanto eu te amava, que eu enlouquecia com a sua nuca, com seu perfume e encostava em você só pra sentir seu cheiro,seu calor e me nutri de você.
Em todo esse tempo eu nunca te pedi nada,nunca te exigir nada, só queria o seu amor e foi a única coisa que não soube me dar.
Você não precisa saber, agora não faz diferença.A gente se acostuma com tudo, vou me acostumar sem a sua presença e tentar enganar o meu corpo quando ele chamar pelo seu. E quem sabe eu encontre alguém mais idiota do que você, que possa aceitar o que eu ainda sinto e só assim por alguns minutos, quem sabe eu pense em outro e bloquei seu rosto da minha mente.
Porque meu amor por você nao morreu, eu ainda te amo sim. Amo muito,não nego.Mas amo a pessoa que você era e não a que se tornou. E isso também você nunca vai saber, afinal, você nem sequer sabe o que é amor e nunca soube me amar.
''Com as pancadas da vida, em uma coisa eu não erro mais : esperar muito, de quem é pouco.''

E você amor? O quê ?

Fiz como pude e como não pude.
Do seu jeito fui levando, algumas vezes amor próprio me faltou, mas eu só queria seu amor.
Por inúmeras vezes te amava mais do que o tudo.
E pergunto: E você ? O quê ?
Armei sua lona, fiz seu circo , pintei seu mundo.
Fiz de você meu primeiro.
Usei suas cores, anulei as minhas.
Aceitei suas verdades intactas, anulei as minhas.
E você amor ? O quê ?
O quê você fez?
Despedacei meu ego, levantei nossa bandeira
Me julguei egoísta, fui contra a seu favor.
Chorei, chorei, chorei até faltar vazio em mim.
Fui no fundo, no profundo do meu âmago.
Pra merecer teus carinhos, teus gemidos, tua língua,
teu prazer, teu sorriso, tua atenção, teu apreço.Pra me sentir mulher, me fiz criança.
Fiz pirraça, cena, novela.
Decorei um texto pra nada dar errado.
Abri a mente, fiz preces, fantasiei um mundo.
Amei teu corpo, teu jeito, teu cheiro,tua sombra, abri meu peito acreditei na gente.
Desconfiei muito, mas confiei demais
E você amor? O quê ?

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Estilo de ser

Me sinto, frequentemente, bombardeada por um mundo que não sei se suporto. Excessos e faltas. Sou movida por eles, por sentimento, sonho e lágrima. Tem gente que não entende meu estilo de ser e me doar. Para esses, eu digo que não vou desistir. Vou continuar, preciso continuar. Mesmo que o caminho seja cheio de lama, mesmo que pessoas-monstro apareçam: eu vou fechar os olhos e acreditar num mundo mais bonito. Eu vou abrir os olhos e viver um mundo mais bonito. Eu vou manter meus olhos na tela, meus dedos no coração e fazer do seu mundo um lugar mais bonito. Ah, eu vou!

** por mais que seja dificil, eu juuuuro que vou!

Amar de verdade, dói.

Acho que o amor não tem muita explicação, a não ser a seguinte: a gente precisa estar preparado para a chegada dele. Porque é difícil, é muito difícil amar. E dói. Não pense que ao encontrar o amor da sua vida os dias se transformarão em delícias sem fim. Dói. O amor de verdade dói. Ele arranha. Você fica com medo que um dia o sentimento te abandone. Isso causa dor. Dói. Eu insisto: dói. Não é um mar de rosas, depois que passa a fase inicial e você conhece os defeitos de trás para a frente, dói. É uma dor doce. Mas você não precisa da outra pessoa. Você gosta de como ela te abraça, te entende, te ouve, te beija, te olha. Você acha bonita a forma como ela mexe a colher dentro da panela, amarra o sapato, segura o guarda-chuva, tosse, liga a televisão. Só aquele tom de voz te tranquiliza, só aquele abraço te salva do caos de uma semana infernal. Você tem consciência que existem outras coxas, peitos, braços, pernas, olhares e cérebros no mundo. Você sabe que existem outras pessoas bonitas, atraentes e cheirosas no planeta. Mas só aquela te deixa com tesão. Tesão por tudo. Pela vida. Pela crença no amor de verdade. Pela vontade de juntar as escovas de dentes e as meias na gaveta. Pela magia que o amor traz. Pela rotina que o amor traz. Pela chatice que o amor traz. Porque o amor também é chato, um legítimo velho resmungão. O amor também é cheio de tédio. Mas se você sente que só aquela pessoa vale e merece essa dor que acompanha o amor, então é porque você ama com tudo o que você pode. E, aí sim, é que você está completamente livre. Livre para ser quem quiser. Para fazer o que tiver vontade. Para exercitar a sua solidão. A dois. Somando. Fazendo crescer.


O milagre das folhas

Não, nunca me acontecem milagres. Ouço falar, e às vezes isso me basta como esperança. Mas também me revolta: por que não a mim? Por que só de ouvir falar? Pois já cheguei a ouvir conversas assim, sobre milagres: “Avisou-me que, ao ser dita determinada palavra, um objeto de estimação se quebraria.” Meus objetos se quebram banalmente e pelas mãos das empregadas. Até que fui obrigada a chegar à conclusão de que sou daqueles que rolam pedras durante séculos, e não daqueles para os quais os seixos já vêm prontos, polidos e brancos. Bem que tenho visões fugitivas antes de adormecer – seria milagre? Mas já me foi tranquilamente explicado que isso até nome tem: cidetismo, capacidade de projetar no campo alucinatório as imagens inconscientes.

Milagre, não. Mas as coincidências. Vivo de coincidências, vivo de linhas que incidem uma na outra e se cruzam e no cruzamento formam um leve e instantâneo ponto, tão leve e instantâneo que mais é feito de pudor e segredo: mal eu falasse nele, já estaria falando em nada.
Mas tenho um milagre, sim. O milagre das folhas. Estou andando pela rua e do vento me cai uma folha exatamente nos cabelos. A incidência da linha de milhares de folhas transformadas em uma única, e de milhões de pessoas a incidência de reduzi-las a mim. Isso me acontece tantas vezes que passei a me considerar modestamente a escolhida das folhas. Com gestos furtivos tiro a folha dos cabelos e guardo-a na bolsa, como o mais diminuto diamante. Até que um dia, abrindo a bolsa, encontro entre os objetos a folha seca, engelhada, morta. Jogo-a fora: não me interessa fetiche morto como lembrança. E também porque sei que novas folhas coincidirão comigo.
Um dia uma folha me bateu nos cílios. Achei Deus de uma grande delicadeza
Você diz que ama a chuva, mas você abre seu guarda-chuva quando chove. Você diz que ama o sol, mas você procura um ponto de sombra quando o sol brilha. Você diz que ama o vento, mas você fecha as janelas quando o vento sopra. É por isso que eu tenho medo. Você também diz que me ama

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Primeiro você cai num poço.
Mas não é ruim cair num poço assim de repente? No começo é.
Mas você logo começa a curtir as pedras do poço. O limo do poço. A umidade do poço. A água do poço. A terra do poço. O cheiro do poço. O poço do poço.
Mas não é ruim a gente ir entrando nos poços dos poços sem fim? A gente não sente medo? A gente sente um pouco de medo mas não dói. A gente não morre? A gente morre um pouco em cada poço. E não dói? Morrer não dói. Morrer é entrar noutra.

Eu pensei


' Eu pensei que pudesse esquecer certos velhos costumes
Eu pensei que já nem me lembrasse de coisas passadas
Eu pensei que pudésse enganar a mim mesmo dizendo que essas coisas da vida em comum
não ficavam marcadas.
Não pensei que me fizessem falta umas poucas palavras dessas coisas simples
que dizemos antes de dormir.
De manhã o bom dia na cama a conversa informal, o beijo depois o café, o cigarro e o jornal.
Os costumes me falam de coisas de factos antigos não me esqueço das tardes alegres com nossos amigos.
Um final de programa fim de madrugada,o aconchego na cama, a luz apagada, essas coisas
só mesmo com o tempo se pode esquecer.
E então eu me vejo sozinho como estou agora e respiro toda a liberdade que alguém pode ter.
De repente ser livre até me assusta me aceitar sem você
certas vezes me custa como posso esquecer dos costumes se nem mesmo esquecí de você

Você bem sabe..

E nada que eu fizesse
Ou falasse faria ''você" voltar
Na verdade nem sei se realmente seja esse o desejo
Já doeu tanto... e ainda dói, essa é a verdade.
Só sei que sinto uma tristeza no peito... ela grita a causa ser ''você''.
Uma tristeza no peito...
E só...
...
Como se fosse pouco, uma tristeza...

(Camila Feitosa
)



'Você bem sabe que eu vivo triste aqui
e que a saudade que me invade corroi tudo em mim
Vem, meu amado, e diz pra mim o que quer
E eu te darei bem mais que o corpo e a alma de uma mulher.
Quando um amor devoto como o meu
entrega aos céus e ao tempo tudo que perdeu,
espera mais do que pode esperar.
Uma mulher que te amou tanto quanto eu.
Resta sempre na lembrança uma esperança
de ter de novo o seu bem querer.
E é tão raro querer como te quero
e suportar sem desespero o grito no cais
em silêncio sem saber aonde vais,
na infinita janela do nunca mais.
E o nunca mais quer fechar a minha janela
O nunca mais quer amargar a minha fé
O nunca mais, que te levou pro mundo,
quer roubar também a paz de quem te quer.

Você bem sabe que eu vivo triste aqui...'

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

A culpa é minha!

A culpa é minha. só minha. eu que te enxergo como mar, quando não passa de uma gota, quase evaporada, caída sobre a calçada.
A culpa é toda minha. Que te ouço como sonata, quando não passa apenas de uma nota, sozinha, tocada sem querer na limpeza do piano.
Eu que te engulo como banquete, quando você não sustenta mais do que uma migalha.
Que te guardo como tesouro, escondido e trancado, quando você não vale nada mais do que uma moeda. centavo esquecido no fundo da bolsa.
Eu que te corôo como rei, quando deveria te dar esmola. Te sustentar com meus restos.
Eu que te vejo gigante, quando poderia te esmagar, em segundos, sob meu sapato. eu que sempre disse que me trouxe mudanças como um furação, quando não passou de um sopro.
A culpa é minha. Só minha. Eu que teimo em achar que é único, quando o que mais me faz tropeçar por aí são coisas idênticas à você.

Até onde podemos ir?

Até onde podemos ir? Até o limite do suportável.
Um belo dia, depois de inúmeras repetições do mesmo erro, a gente desiste.
Com tristeza pela perda, mas com alegria pela descoberta, diz pra si mesmo:
cheguei até aqui. E, então, a vida muda.

Alma gêmea

As pessoas acham que alma gêmea é o encaixe perfeito, mas a verdadeira alma gêmea é um espelho, a pessoa que mostra tudo que está aprendendo você, a pessoa que chama atenção para você mesmo para que você possa mudar sua vida.
Uma verdadeira alma gêmea é provavelmente a pessoa mais importante que você vai conhecer, porque elas derrubam suas paredes e te acordam com um tapa.
Mas viver com uma alma gêmea para sempre?
Não. Dói demais.
As almas gêmeas só entram na sua vida para revelar a você uma outra camada de você mesmo, e depois vão embora

sábado, 23 de outubro de 2010

Eu mudei

Eu me mudei. Me mudei de um jeito de ser. Não quero agradar a todo mundo nem ser a amiga perfeitinha, a filha perfeitinha, a namorada perfeitinha, a escritora perfeitinha, a publicitária perfeitinha, a cidadã perfeitinha. Chega de perfeição, não quero mais chegar lá, entende? Eu quero é ficar em paz comigo, com a vida. Eu quero é acordar de manhã e pensar que-bom-eu-acordei. Quero é dormir de noite sem preocupação rondando a cuca. Eu quero é ficar em lua de mel com meu travesseiro de penas, fechar os olhos e sonhar com lugares bonitos. Eu quero o bonito, não o certo ou aquilo que todo mundo quer.

Tenho lá meus traumas, inseguranças, traços esquisitóides. E me deixa, vai, me deixa. Não me cobra nem pede. Eu dou o que posso, quando e se eu quiser. Essa coisa de me-dá-atenção nunca fez a minha cabeça. Atenção nunca pode ser cobrada, mas se eu vacilar me fale. Consigo assumir meus erros e enxergar os pontos que não ficaram no lugar. Acho essa uma qualidade admirável nas pessoas: saber olhar para si, assumir o que não deu certo e seguir a vida. É tão bom seguir em frente, deixar o rancor enterrado no fundo do quintal. Por que algumas pessoas, depois de tanto tempo, falam mal da gente? Por que não superam? Por que não seguem suas vidas?

Quero meus amigos de verdade sempre perto. Minha família sempre ao lado. Gente boa me rondando. O resto eu não quero. Gente que suga, que só quer, que não sabe ouvir, que tem inveja, que não sabe rir de si mesma. Não quero isso na minha vida. Eu quero claridade, entende? Gente clara, transparente. Que pisa na bola, mas entende, volta atrás, se assume. Gosto de quem se assume – e não tem medo de ser quem é.

Porque hoje, hoje eu sei – e assumo – que não tenho o menor receio de aceitar quem eu sou.

Não entendo

Sério, não entendo. Sabe quando você simplesmente não entende? Sei que as coisas são assim, num dia estão bem e no outro já engatinham novamente. Mas nem sempre compreendo. A gente se dá, tenta deixar as coisas em ordem. A gente se esforça, deixa as próprias vontades de lado pra ver outra pessoa feliz, ainda que por poucos segundos. E recebe de volta o quê? Uma palavra mais áspera e um não entendimento. Desculpe, não entendo.

(bem meu momeeento)

Trechinhos (:

''As pessoas vivem me cobrando sorrisos e felicidades, como se eu não merecesse ficar triste um, dois, três dias seguidos''

"Vivo de acordo com o que meu coração diz, com o que meu sentimento grita. Pago caro, mas sei que tudo tem seu preço."

"Sempre acreditei que a vida era bonita – e ela é. Mas a vida é difícil porque as relações são difíceis. Uma pessoa não é igual a outra. Cada um tem sua história. Cada um faz a sua história. Eu tenho a minha personalidade, você tem a sua. Eu cedo, você cede. E existem também aqueles que nunca querem ceder e pensam que estão sempre certos. Existem diversos tipos de criaturas no mundo e, acredite, é você que escolhe quem quer ter ao lado."

"Se uma coisa é importante para mim eu vou até o fim, mesmo que o mundo me diga para não continuar."

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

techo da crônica ''Striptease''

"Eu gostaria de viver com você, mas não foi por isso que vim. A intenção é unicamente deixá-lo saber que é amado e deixá-lo pensar a respeito, que amor não é coisa que se retribua de imediato, apenas para ser gentil. Se um dia eu for amada do mesmo modo por você, me avise que eu volto, e a gente recomeça de onde parou, paramos aqui". E saiu do apartamento sentindo-se mais mulher do que nunca.

Estou pronta ;)

Dessa vez não vou evitar dizer o que está na minha cabeça só porque eu sei que minha mente geminiana vai negar no dia seguinte, não fugirei de palavras bonitas porque quem diz não é uma pessoa perfeita, não arrumarei mil defeitos pra brigar contra as novecentas e noventa e nove qualidades, não desviarei meus olhos por medo de ter minha mente lida, não sumirei por medo de desaparecer, não vou ferir por medo de machucar, não serei chata por medo de você me achar legal, não vou desistir antes de começar, não vou evitar minha excentricidade, não vou me anular por sentir demais e logo depois não sentir nada, não vou me esconder em personagens, não vou contar minha vida inteira em busca de ter realmente uma vida.
Dessa vez não vou querer tudo de uma vez, porque sempre acabo ficando sem nada no final.
Estou apostando minhas fichas em você e saiba que eu não sou de fazer isso. Mas estou neste momento frágil que não quer acabar. Fiquei menos cafajeste, menos racional, menos eu. E estou aproveitando pra tentar levar algo adiante. Relacionamentos que não saem da primeira página já me esgotaram, decorei o prólogo e estou pronta pro primeiro capítulo.

Destino

A coisa mais importante é não se amargar pelas decepções da vida; aprender a deixar o passado para trás. Eu reconheço, que nem todo dia será ensolarado. Mas quando você se encontrar perdido na escuridão e no desespero lembre-se: é somente na escuridão da noite, que podemos ver as estrelas.E nenhuma estrela o guiará de volta para casa.Então não tenha medo de cometer erros, ou de tropeçar e cair. Pois na maioria das vezes os melhores prêmios vêm quando se faz àquilo que você mais teme. Talvez você consiga tudo o que deseja... talvez, você consiga mais do que jamais tenha imaginado.
Quem sabe onde a vida te levará?
A estrada é longa. e no fim a jornada é o destino.

(One tree hill)

você. ♥

- Devíamos ter mais opções de escolha.
- Como assim?
- Escolher de quem gostar, por exemplo...
- Isso não dá.
- E se desse, o que você faria?
- Ainda assim escolheria você.

Socorro

Socorro, não estou sentindo nada
Nem medo, nem calor, nem fogo
Não vai dar mais pra chorar, nem pra rir
Socorro, alguma alma, mesmo que penada
Me entregue suas penas
Já não sinto amor, nem dor, já não sinto nada
Socorro, alguém me dê um coração
Que esse já não bate, nem apanha
Por favor, uma emoção pequena
Qualquer coisa
Qualquer coisa que se sinta
Em tantos sentimentos
Deve ter algum que sirva
Socorro, alguma rua que me dê sentido
Em qualquer cruzamento, acostamento, encruzilhada
Socorro, eu já não sinto nada, nada…

terça-feira, 19 de outubro de 2010


- Eu esperei você ficar calma, e tomar a consciência, porque no fundo, eu sabia que você se arrependeria.- E o que te deu toda essa certeza, que não tenho nem em mim?- Você.- Me mostra então, que não sei. Discordo.- Ah, como assim? Você não tinha também segurança disso?- Às vezes, pensava em como tudo poderia ser como naquele dia, naquela noite. Essa era a única exatidão, em mim.- Pode, ainda.- Eu sei também que senti a sua falta. Do seu olhar firme, da sua risada alta. Caminhei por entre os dias assim triste, desvairada. Incompreendida, de alma cinzenta. Esperando você vir me salvar com alguma carta na manga, desculpa manjada.- Distante de você, me dei conta. Só poderia ser assim, sem você para falar, e mudar sempre os ares, os rumos, qualquer coisa que construíamos.- Eu sou fogo, eu sei.- Você é uma labareda toda, uma lareira que não cessa. Chama inteiramente viva. Meu medo é às vezes, me queimar. Deixar que você me consuma inteiro, sem nem restar ar pra respirar.- Meu medo, era você nutrir esse temor, e fugir. Como das outras vezes. E voltar somente quando quiser, quando convir. Sabendo que eu aceitarei tudo novamente, sem mais explicações e delongas, te querendo como nunca.- Aqui estamos nós, no ponto de onde não saímos nunca. Eu inconstante, você impulsiva. É um impasse e tanto, divisível, tortuoso. Sei que daqui uns dias você vai vir com alguma surpresa impetuosa, e eu vou me fechar, até que compreenda tudo, e volte sentindo a sua falta.- Verdade, sim. Mas você volta, e nada muda. Não diz nunca o que sente, não se abre por completo. Era tudo o que eu precisava: as cartas na mesa, os dados rolando, e um mergulho nessa nossa confusão.- Se você estiver preparada pro jogo começar, venha então. Te prometo deixar submergir, e até mesmo, acompanhar nessa divagação toda.- Promete mesmo? Com direito à claridade, e tudo?- Com luz, água, peixinhos pequenos e até mesmo, golfinhos. Sem coletes, ou bóias, que te salvo quando necessário.(E as coisas seriam tão mais fáceis, se assim fossem. Se não houvessem sustos, quereres incontidos, sumiços repentinos, e voltas premeditadas. Se essa saudade não cortasse o peito, e tirasse o ar, ocasionalmente. Sem surpresas, já, o fechamento quase completo desse ciclo de altos e baixos, que emocionou e causou furor, desordem. Por mais que essa ausência quase grite, e desenhe todo o caos, repito em vão, para mim mesma, que: pode doer, mais vai passar. E cicatrizar, curar todos os males que coagiam o que é bom de acontecer. Porque era ele, por que era eu. Nunca fomos nós, mas como dupla, dois desencaixáveis. Duas contradições, somando apenas incompreensão, resultados inexatos. Se tudo fosse como nessa conversa de paz, num sonho bom e numa dimensão inexistente, o caminho era livre para qualquer impulso e inconstância, embebidos em afeto, paixão, sentimento. Amor.)

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Não é?

Levantou-se, saiu.

Depois de tantos desaforos coisa e tal, era melhor ir embora. Não adiantava tentar demonstrar sentimento àquele que não conseguia compreendê-lo. Entendia que depois de tudo escutado e tudo dito não tinha mais nada a ser sentido.

Ela esperaria se recuperar, como uma tentativa sôfrega de se livrar de uma droga, um vicio imenso. Sonharia ainda, depois de tudo, conseguir se entender, coisa meio idiota a se fazer quando se tem um coração quebrado, partido; ela iria continuar modificando vidas, como sempre o fez, mesmo calada, no seu canto. Porém, ela tinha aquele poder, e onde tocava, mudava. Mudaria, de novo, ela sabia, todos sabiam. Não era pra ser diferente, não é?

E quando menos esperasse iriam se encontrar em uma primavera ou outono qualquer, debaixo de um sol escaldante, que faz os sentimentos incendiarem e virarem cinzas, ou então, debaixo de uma garoa fininha, dessas que ferem como pequenas lâminas que machucam a pele, e claro, cruzando olhares se distantes; se perto, iriam trocar um cumprimento qualquer, sem mais delongas. Afinal, depois de tantas coisas, o que acontecia já não tinha mais força pra prosseguir. Não havia mais nada de nada. Nada dela, nada dele. Nada dos dois.

Ela iria, depois de tudo, pra casa, novamente sem compreender, choraria o mar, como uma boba, patética, inútil. Os olhos dela, novamente conheceriam o vermelho freqüente, aquele que sempre a habitava, sem pedir permissão. Sentada, parada. Parada, como sempre.

Rendida.

Doía, é claro.

Mas me diz, não era pra ser diferente, não é?

Sem luz.

E de repente tudo fica escuro.

Vem aquela coisa que sufoca o peito, que machuca... Sabe?

Fere, corta. É difícil dar adeus a quem se ama. E mais difícil é fingir, pra você e pra outros, que está tudo bem. Não está bem. Não vai ficar bem. Pare com essa ilusão de que “tudo vai passar”. Não vai. Você sabe disso, e eu sei também.

Sempre tive medo dessa coisa que chamam de amor. Aprendi a fugir de tudo, e de todos, porque era o que eu fazia de melhor... E era a minha forma de proteção.

E eu fugi tanto, de você, de nós, e no caminho que seguíamos, eu corria pra longe de tudo que me tocava na alma. Porque eu tinha medo. É, covardia mesmo, eu sei...

E nesse caminho, nessa fuga, me perdi e te perdi.

E você, que era quem clareava o meu trajeto, desistiu de tentar iluminar. Fica escuro. Eu não lhe culpo, sabes?

Só que eu tenho tanto medo do escuro... E é triste, entende?

Porque a luz se apagou. A nossa luz.

Quando se perde algo que era teu, dói mais do que nunca ter tido. E esse é o problema. Te tive, e por instantes, me completei, e ficava tudo bem.

E agora, fica esse vazio. Grande vazio.

E fica tudo escuro...Tão escuro. E dói.

Sonhos oportunos

Ele estava deitado. Não pensava e não sentia nada. Apenas respirava. Acabou adormecendo. Avistou sua amada lá longe, segurando flores amareladas e com os cabelos soltos. Estava excepcionalmente linda. Pensou em correr em sua direção e abraçá-la mas, resolveu não ir. Lembrou de quando o deixara, de quando disse que não queria mais, que não era mais possível. Lá de longe a viu soltar as flores e caminhar em sua direção, chegando cada vez mais perto, e mais perto. Fechou os olhos e sentiu seus lábios se tocarem suavemente. Ela olhou em seus olhos e disse: "Me perdoe, eu te amo. Nunca deixei de amar." Nesse momento ele despertou. Se sentia vazio e só conseguia pensar naquela cena. Como queria que aquilo fosse real. Vê-la já era o bastante, mesmo que somente em sonhos oportunos.

Você é

Que o tempo está brincando com a gente, é isso que eu penso!
Penso que você podia estar aqui agora e tudo seria mais fácil porque eu não teria que me esconder atrás desses medos idiotas que eu invento todos os dias pra poder justificar e até mesmo disfarçar a minha vontade de chorar.Penso que seria muito mais fácil sonhar com você sabendo exatamente todos os traços do seu rosto, assim eu não teria que perder tempo tendo que inventá-los.
Mas você insiste em pensar que eu vou ficar bem assim não é .
Por isso vezenquando você me deixa num canto amuada, e se mantém bem distante,ao invés de "vir correndo" cantarolando minha música preferida e me "abraçar" com esses braços aconchegantes que eu tanto sonho.
Porque eu sei , você acha que assim com o tempo eu vou te esquecendo e vou ser feliz sem ter que "sofrer" por esse nosso amor.
Engano seu!
Antes eu ficava louca quando você sumia assim, quando eu parava pra pensar que quando o amanhã chegasse, você ainda não chegaria.E eu ainda fico. Mas é de um jeito mais passivo.
Deixa eu te contar meu bem, nem tem mais graça sentir a tua falta, já que a tua presença é tão escassa.
Só que eu decidi então, não preciso de você aqui pra poder amá-lo, você me é! E me sendo então,você nunca fica longe.Porque você é minha pele,é meus olhos,alma,lábios e coração.
Sente, eu sei que podes.. porque eu nunca te deixo sozinho.
Estamos juntos,os dois,pra sempre.Porque você me sendo,eu te sou também

sábado, 16 de outubro de 2010

Nada em mim foi covarde,
nem mesmo as desistências:
desistir, ainda que não pareça,
foi meu grande gesto de coragem.

..

Ele partiu sem nenhuma dor. Ela fechou a porta e sua vida continuou de onde estava. Pela primeira vez, ela fechava aquela porta sem sentar na escada e chorar por ele ter ido embora pra sempre. Pela primeira vez, ele saiu sem que ela o observasse partir com o coração apertado. Pela primeira vez, ele foi embora sem deixar uma gotinha de esperança de que ela pudesse tê-lo de volta na vida dela. Pela primeira vez, ele partiu sem que eles tivessem trocado mais do que um abraço apertado. Pela primeira vez, ele se foi sem que eles tivessem remexido o passado ou chorado porque alguma coisa não deu certo entre eles. Pela primeira vez, ele foi embora de verdade. Pela última vez, ele foi embora.

Um brinde ao acaso




Um brinde ao que deu certo, ao que não deu em nada. Um brinde ao caminho incerto, à pessoa errada. Um brinde à tudo que acontece, um brinde ao que nunca vai acontecer. Tudo que mudou, e a tudo que nunca vai mudar.

Devolve meu coração

Meu coração eu pus no bolso, mas apareceu um moço que tirou ele dali. Não! Isso não é engraçado, um coração, assim roubado bate muito acelerado.


Devolve, moço o meu coração no bolso.

Diálogo

Um garoto tinha uma queda por uma menina, ele o seguia pra qualquer lugar que ela fosse. Um dia a garota notou e perguntou ao garoto:
Ela: Por que você tá me seguindo?
Ele: Porque você é tão linda e eu acho que estou apaixonado por você.
Ela: Sério? Mas você ainda não viu minha amiga... Ela é mais linda do que eu... E esta atrás de você.
O garoto olha pra trás e não encontra ninguém.
Ele: Você tá brincando comigo? Não tem ninguém atrás de mim...
Ela: Não, mas se você realmente me amasse, não teria olhado para trás!

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Gosto de pensar assim: se a gente faz o que manda o coração, lá na frente, tudo se explica. Por isso, faço a minha sorte. Sou fiel ao que sinto. Aceito feliz quem eu sou. Não acho graça em quem não acha graça. Acho chato quem não se contradiz. Às vezes desejo mal. Sou humana. Sou quase normal. Não ligo se gostarem de mim em partes. Mas desejo que eu me aceite por inteiro. Não sou perfeita, não sou previsível. Sou uma louca. Admiro grandes qualidades. Mas gosto mesmo dos pequenos defeitos. São eles que nos fazem grande. Que nos fazem fortes. Que nos fazem acordar. Acho bonito quem tem orgulho de ser gente. Porque não é nada fácil, eu sei. Por isso continuo princesa. Continuo guerreira. Continuo na lua. Continuo na luta. No meio do caos que anda o mundo, ACEITAR É SER FELIZ!
*************************************************************************
Não quero mais ser feliz. Nem triste. Nem nada. Eu quis muito mandar na vida. Agora, nem chego a ser mandada por ela. Eu simplesmente me recuso a repassar a história, seja ela qual for, pela milésima vez. Deixa a vida ser como é. Desde que eu continue dormindo.

Eu sou idiota'~

Hoje reparei um pouco mais na pessoa refletida no espelho. Fiz uma séria constatação. Eu sou idiota.
Isso mesmo, idiota. Mas não pense que tenho vergonha disso.
Nos dias de hoje, ser idiota é privilégio. Os idiotas de hoje são aqueles que conseguem sorrir
mesmo quando a dor aperta. São aqueles que ainda dizem Eu te Amo olhando nos olhos,
que valorizam abraços e gostam de andar de mãos dadas.
Idiotas são aqueles que crêem num sentimento sincero, que ainda esperam encontrar um amor perfeito,
que escrevem e lêem poesias e que mandam flores.
Idiotas são românticos, no sentido mais meloso da palavra, mas não se envergonham disso.
São aqueles que se permitem chorar quando a dor machuca, quando o amor se vai ou o filme emociona.
Cantam músicas de amor como se fossem hinos, mesmo porque, para seus corações apaixonados realmente são.
Idiotas são sentimentais. Se magoam com a menor das brigas e lutam pela reconciliação.
São aqueles que não ligam para o que os outros dizem, eles se dão por completo.
Idiota é aquele que pede desculpa mesmo sem ter errado, que pede licença, que dá bom dia, boa tarde, boa noite.
Que pergunta “como vai?”, “precisa de alguma coisa?”, “ta tudo bem?’. É aquele que não esquece nem do amigo que
não dá mais notícias, aquele que lembra da infância e comemora o quanto foi bom.
Idiota é aquele que ri de si próprio, que brinca de descobrir desenho em nuvem, que anda descalço e toma banho de chuva.
Que chora por briga de amor, e que a cada briga acha que o mundo acabou, mas que logo perdoa.
Idiota é aquele que, mesmo nesse mundo corrompido, insiste em ser sincero. Que estende a mão pra ajudar quem for,
que faz o bem sem olhar a quem.
Idiotas se preocupam, se arrumam e se enfeitam para ver a pessoa amada. Querem estar sempre belos,
nem que seja só pra se olhar no espelho.

Idiotas se divertem.
Idiotas tem amigos.
Idiotas amam.
Idiotas são felizes...

Depois disso tudo, eu te pergunto:
Vale ou não a pena ser idiota? Garanto que vale!

Tarde demais

Tarde demais pra você se preocupar comigo; Tarde demais pra dizer todas as coisas que eu sonhei em ouvir de você; Tarde demais pra acreditar que tudo que te disse foi sincero; Tarde demais pra perceber que quando eu te via era o coração que falava, era o coração que transbordava; Tarde demais pra olhar pra mim com aqueles olhos que olhava pra todas as outras pessoas que não se importavam, que não os percebiam, que não os decifravam; Tarde demais pra me ver no meio da multidão; Tarde demais pra me querer no meio de um milhão; Tarde demais pra ver que eu sou tudo que você precisa; Tarde demais pra querer me amar; Tarde demais pra me amar sem querer; Tarde demais pra todas essas coisas que eu te falei todo esse tempo e você não notava, e se notava dizia: Cedo demais

trecho do filme: ele não está tão afim de você

E um dia vou encontrar o meu homem maravilhoso e ter meu proprio final feliz.
Todos os filmes que vi e todas as historias que ouvi,
Me implora pra esperar por ele, a lutar por ele, a nunca desistir,
que so o meu amor basta, 'A virada no terceiro ato,
a inesperada declaraçao de amor, a esseção à regra.
Mas as vezes estou tao concentrado em achar meu final feliz
que nao aprendi a ler os sinais,
como distinguir os que me querem e os que nao me querem.
Destinguir entre os que vao ficar e os que vao partir.
E talves esse sinal nao inclua um cara maravilhoso,
talvez dependa de mim, talvez esteja por minha conta,
juntando os pedaços e recomeçando,
se libertanto pra achar algo bem melhor no futuro,
Talvez o final feliz seja... so seguir em frente.
Ou talvez o final seja esse, saber que apesar das ligaçoes nao retornadas,
de todas as magoas, todos os erros e sinais mal interpretados,
apesar de toda a dor e contragimento,
Eu nunca, nunca perdi a esperança.
E nao perco, nao desisto, nao deixo na mao do destino minha vida,
Abraço com todo meu amor os meus objetovos.
E acredito, tenho fé que tudo irá dar certo,
mas nunca ,nunca mesmo deixarei de seguir em frente.

É amor próprio!

Sorria. Mas não se esconda atrás deste sorriso. Mostre aquilo que você é. Sem medo. Existem pessoas que sonham. Viva. Tente. Felicidade é o resultado desta tentativa. Ame acima de tudo. Ame a tudo e a todos. Não faça dos defeitos uma distância e, sim uma aproximação. Aceite A vida, as pessoas. Faça delas a sua razão de viver. Entenda os que pensam diferentemente de você. Não os reprove. Olhe à sua volta, quantos amigos... Você já tornou alguém feliz? Ou fez alguém sofrer com o seu egoísmo? Não corra... Para que tanta pressa? Corra apenas para dentro de você. Sonhe, mas não transforme esse sonho em fuga. Acredite! Espere! Sempre deve haver uma esperança. Sempre brilhará uma estrela. Chore! Lute! Faça aquilo que você gosta. Sinta o que há dentro de você. Ouça... Escute o que as pessoas têm a lhe dizer. É importante. Faça dos obstáculos degraus para aquilo que você acha supremo. Mas não esqueça daqueles que não conseguiram subir a escada da vida. Descubra aquilo de bom dentro de você. E por fim, Desculbra se, ame se, deseje sua propria felicidade, não é egoismo é amor proprio.

Sumi

Sumi porque só faço besteira em sua presença, fico mudo quando deveria verbalizar, digo um absurdo atrás do outro quando melhor seria silenciar, faço brincadeiras de mau gosto e sofro antes, durante e depois de te encontrar.
Sumi porque não há futuro e isso não é o mais difícil de lidar, pior é não ter presente e o passado ser mais fluido que o ar.
Sumi porque não há o que se possa resgatar, meu sumiço é covarde mas atento, meio fajuto meio autêntico, sumi porque sumir é um jogo de paciência, ausentar-se é risco e sapiência, pareço desinteressado, mas sumi para estar para sempre do seu lado, a saudade fará mais por nós dois que nosso amor e sua desajeitada e irrefletida permanência.
~ Você tem o dom de aparecer na minha vida logo quando penso que já não preciso mais de ti. Já virou clichê você ir embora, voltar, eu te aceitar e então ir embora de novo. Mas dessa vez não vai ser igual. Você já me tirou tantas vezes da sua vida que agora decidi tirar você da minha. Provei para mim mesma que não preciso mais de você, pelo menos não agora, e nem hoje. Dessa vez vai ser tão diferente que não vai mais ser você que irá embora, dessa vez eu vou estou indo primeiro.

Conversando com o meu coração



- Vamos lá! Ponha pra fora!
- Não!
- Eu quero que você ponha pra fora agora!
- Já disse que não!
Essa era uma das conversas entre meu coração e eu. Eu o tinha convidado a repousar comigo para colocarmos em dia assuntos que eram do nosso interesse. Coisas que quería-mos um do outro. Mas de nada adiantava porque não entrávamos em acordo algum. Pelo contrário... brigáva-mos bastante.
- Coração, por favor! Eu já não aguento mais! Eu te peço que coloque pra fora agora e se tranque de uma vez!
- Não, não e não! Você não manda em mim!
- Ah, como você é teimoso! Você mora em meu peito, eu o controlo e você deve me obedecer!
- Assim como moro em seu peito e me controlas, também controlo o que há dentro de mim. Portanto, não peça para fazer o que quer com o que guardo aqui dentro!
Eu chorei. Chorei muito. Meu travesseiro era umedecido por minhas lágrimas que caíam desvairadas dos meus olhos que ficavam fechados. Eu até tentei enganá-lo.
- Olha coração! Que tal colocar outras coisas aí dentro hein? Eu tentava fazer com que se interessasse por muitas coisas, mas a resposta sempre era a mesma.
- Não!
Eu não me importava com coisas simples, mas existiam coisas dentro dele que me incomodavam. Inclusive o amor que ele insistia em direcionar para um certo alguém. Um alguém que não queria esse amor. Então eu sofria. E o meu próprio coração também sofria, mas gostava da dor, porque de maneira alguma queria por pra fora esse amor e se trancar.
Um dia eu pensei que algo poderia me ajudar a controlar a situação. Eu iria parar de ouví-lo. Já que ele não me ouvia, também iria fazer o mesmo. E fiz. Aos poucos ele foi parando de tentar me convencer... parou de bater forte quando um certo alguém chegava perto, parou até gritar o que minha boca não tinha coragem de falar. Ele parou. A única coisa que ouvia quando falava com ele era o "Tum! Tum!"
- Coração?
- Tum! Tum!
- Coração!
- Tum! Tum!
- Por favor! Fale algo! Queira algo! Replique algo! Eu preciso de sentir algo mais além das batidas!
- Tum! Tum!
- Está bem! Você venceu! Não vou tentar te manipular, nem vou te ofender por abrigar o que me faz sofrer! Eu aceito suas escolhas.
O meu coração ficou quieto. Quieto demais, mas logo começou a falar. E não parava mais. Falava de tudo. Eu o ouvia, embora tinham coisas que eu nem me importava tanto por que a razão me ajudava a só aceitar o que era melhor pra mim e pra ele que ficava chateado quando a razão entrava na conversa. Até fazia bico. Cruzava os braços e perguntava:
- Dá pra parar de se intrometer nas minha ações?
Ela nem ligava, só executava o seu papel de me deixar distante das loucuras do meu coraçãozinho e isso me fazia ter um bom equilíbrio. Equilíbrio que me possibilitava ser feliz, mesmo com um coração teimoso.
Além da razão, o tempo se tornou nosso amigo, e com o passar dele juntos; eu e o meu coração aprendemos muito. Embora de vez em quando respousá-vos para discutir nossa relação. Quando não tinha acordo, as respostas eram sempre a mesma.
- Não!
E eu? Eu aceitava! Afinal, no fundo, no fundo mesmo... eu me sentia feliz com suas escolhas.
- Enfim, qual é o seu problema então?

- Eu me sinto sozinha, e sabe o que é pior?

- O que?

- Eu olho para os lados e não vejo ninguém pra me amar.

- Entendi, então seu problema é de visão.

************************************************

Às vezes sinto falta de mim.
-Eu também, menina.
-Sente falta de si?
-Não, de você. E dói.
[Silêncio]
-Me abraça?
-Sempre.

Definição de amigo

Difícil querer definir amigo. Amigo é quem te dá um pedacinho do chão, quando é de terra firme que você precisa, ou um pedacinho do céu, se é o sonho que te faz falta. Amigo é mais que ombro amigo, é mão estendida, mente aberta, coração pulsante, costas largas. É quem tentou e fez, e não tem o egoísmo de não querer compartilhar o que aprendeu. É aquele que cede e não espera retorno, porque sabe que o ato de compartilhar um instante qualquer contigo já o realimenta, satisfaz. É quem já sentiu ou um dia vai sentir o mesmo que você. É a compreensão para o seu cansaço e a insatisfação para a sua reticência. É aquele que entende seu desejo de voar, de sumir devagar, a angústia pela compreensão dos acontecimentos, a sede pelo "por vir". É ao mesmo tempo espelho que te reflete, e óleo derramado sobre suas águas agitadas. É quem fica enfurecido por enxergar seu erro, querer tanto o seu bem e saber que a perfeição é utopia. É o sol que seca suas lágrimas, é a polpa que adocica ainda mais seu sorriso. Amigo é aquele que toca na sua ferida numa mesa de chip, acompanha suas vitórias, faz piada amenizando problemas. É quem tem medo, dor, náusea, cólica, gozo, igualzinho a você. É quem sabe que viver é ter história pra contar. É quem sorri pra você sem motivo aparente, é quem sofre com seu sofrimento, é o padrinho filosófico dos seus filhos. É o achar daquilo que você nem sabia que buscava. Amigo é aquele que te lê em cartas esperadas ou não, pequenos bilhetes em sala de aula, mensagens eletrônicas emocionadas. É aquele que te ouve ao telefone mesmo quando a ligação é caótica, com o mesmo prazer e atenção que teria se tivesse olhando em seus olhos. Amigo é multimídia.
Olhos. Amigo é quem fala e ouve com o olhar, o seu e o dele em sintonia telepática. É aquele que percebe em seus olhos seus desejos, seus disfarces, alegria, medo. É aquele que aguarda pacientemente e se entusiasma quando vê surgir aquele tão esperado brilho no seu olhar, e é quem tem uma palavra sob medida quando estes mesmos olhos estão amplificando tristeza interior. É lua nova, é a estrela mais brilhante, é luz que se renova a cada instante, com múltiplas e inesperadas cores que cabem todas na sua íris. Amigo é aquele que te diz "eu te amo" sem qualquer medo de má interpretação: amigo é quem te ama "e ponto". É verdade e razão, sonho e sentimento. Amigo é pra sempre, mesmo que o sempre não exista.

Calma, vai passar.

Olha... Não fique assim não, vai passar. Eu sei que dói e que é horrível. Eu sei que parece que você não vai agüentar, mas agüenta. Sei que parece que vai explodir, mas não explode. Sei que dá vontade de abrir um zíper nas costas e sair do corpo porque dentro da gente, nesse momento, não é um bom lugar para se estar, Fernando Pessoa escreveu, num momento parecido, "hoje não há mendigo que eu não inveje só por não ser eu". Dor é assim mesmo, arde, depois passa. Que bom. Aliás, a vida é assim: arde, depois passa.
Que pena. A gente acha que não vai agüentar, mas agüenta: as dores da vida. Pense assim: agora está insuportável, agora você queria abrir o zíper, sair do corpo, encarnar numa samambaia, virar um paralelepípedo ou qualquer coisa inanimada, anestesiada, silenciosa. Mas agora já passou. Agora já são dez segundos depois da frase passada. Sua dor já é dez segundos menor do que duas linhas atrás. Você acha que não, porque esperar a dor passar é como olhar um transatlântico no horizonte estando na praia. Ele parece parado, mas aí você desvia o olho, toma um picolé, lê uma revista, dá um pulo no mar e quando vai ver o barco já está lá longe. A sua dor agora, essa fogueira na sua barriga, essa sensação de que pegaram sua traquéia e seu estômago e torceram como uma toalha molhada, isso tudo é difícil de acreditar, eu sei vai virar só uma memória, um pequeno ponto negro diluído num imenso mar de memórias.
Levante-se daí, vá tomar um picolé, ler uma revista, dar um pulo no mar. Quando você for ver, passou.
Agora não dá mesmo pra ser feliz. É impossível. Mas quem disse que a gente deve ser feliz sempre? Isso é bobagem. Como cantou Vinícius de Moraes: É melhor viver do que ser feliz. Porque pra viver de verdade a gente tem que quebrar a cara. Tem que tentar e não conseguir. Achar que vai dar e ver que não deu. Querer muito e não alcançar. Ter e perder.
Tem que ter coragem de olhar no fundo dos olhos de alguém que a gente ama e dizer uma coisa terrível, mas que tem que ser dita. Tem que ter coragem de olhar no fundo dos olhos de alguém que a gente ama e ouvir uma coisa terrível, que tem que ser ouvida. A vida é incontornável. A gente perde, leva porrada, é passado pra trás, cai. Dói, nem fala eu sei como dói. Mas passa.
Tá vendo a felicidade ali na frente? Não, você não tá vendo, porque tem uma montanha de dor na frente. Continue andando. Você vai subir, vai sentir frio lá em cima, cansaço. Vai querer desistir, mas não vai desistir, porque você é forte e porque depois do topo a montanha começa a diminuir e o único jeito de deixá-la pra trás é continuar andando,você vai ser feliz.Tá vendo essa dor que agora samba no seu peito de salto de agulha? Você ainda vai olhá-la no fundo dos olhos e rir da cara dela. Juro que tô falando a verdade. Eu não minto. Vai passar.

Primeiro você!


''Pe. Fábio de Mello''


Quando o sofrer bater à sua porta,
é melhor abri-la. Se não a abrir, ele vai ficar insistindo. Sofrimento é porta, mas se não atravesso essa porta, nunca vou chegar a saber o que ela vai me falar. Temos que aceitar o desafio de passar pelo caminho estreito e mais difícil.

''Volte a gostar de você, volte a cuidar de você, esqueça o que não deu certo, Deus está te dando uma nova página para você escrever sua vida!''

Auto estima

Auto-estima é o que você pensa sobe você. Ego é o que você acha que as outras pessoas pensam de você. Basear sua imagem no que os outros pensam é baixa auto-estima. Muitos homens baseiam sua auto-estima em quantas mulheres vão para cama com eles. Isso coloca todo poder nas mãos das mulheres. E não existe nada verdadeiramente poderoso nisso. Muitos homens vêem as mulheres como um obstáculo para conseguir sexo. Esses homens estão apenas se masturbando dentro de um objeto. Muitos homens medem seu poder de acordo com a beleza da mulher, quanto mais bonita, mais poderoso ele é. Ele nem considera quem ela é como pessoa.
Porém, o que você procura é algo que você já tem e que não pode ser encontrado em lugar nenhum nem em ninguém mais. É você. Você tem que confiar somente em você. Aliás, você é o único com quem você pode contar. Mas, você tem que acreditar que merece. As pessoas não recebem o que querem. Também não recebem o que precisam. Ao invés, elas recebem o que acreditam verdadeiramente. Em outras palavras, as pessoas recebem o que esperam receber. A chave para receber o que você quer é não querer nada que você deseja, mas sim, ser a pessoa que você acredite merecer o que você deseja. Isso forma a fundação da verdadeira crença e uma relação com a realidade que é poderosíssima. Caia na real. Sinta a realidade. Faça contato com ela. E acima de tudo respeite-a. Diferencie e separe as mulheres de sua aparência. Todas as mulheres são seres humanos. Elas apenas tem órgãos femininos. Aprecie a beleza de uma mulher, mas não dê créditos apenas pela aparência. Baseie sua opinião em quem ela é como pessoa. Você gosta de estar com uma mulher, mas você não precisa dela. Não baseie sua auto-estima em quantas mulheres te dizem “sim”. Baseie sua auto-estima no que você pensa de si mesmo. Acredite em você baseado unicamente no que você pensa sobre si, não no que os outros pensam sobre você.

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Apenas me ame

Eu te amo tanto, eu sinto que você me ama também.. Mais as vezes sinto que você fica diferente quando está perto dos seus amigos. Hey, eu não sou uma palhaça, com quem você pode brincar com o meu coração, meu coração não é de vidro, ele quebra fácil. Suas palavras as vezes doem demais, sabia? Eu sei que você me ama.
Eu sei? Já não sei mais.. Suas atitudes as vezes mostram o contrário, eu confiava plenamente em você, mais quem errou uma vez, pode errar 10,11.. Eu ainda confio em você, não como antes, mais AINDA confio! Confio porque te amo, confio porque sei que sem você é quase impossível de se viver. E porque eu não quero que você me deixe, e nem eu quero te deixar.
Insegurança? Meu maior medo, sou muito insegura, sou muito ciumenta, pocessíva, mais acho que um pouco de ciumes é normal né? Pois já dizia o ditado, quem ama cuida! Eu queria um amor que durasse pr vida inteira sabe? Um amor daqueles de cinema, aqueles beijos que você só vê na TV, e é possível.. é só você querer, e dizir que nunca vai desistir de mim, porque eu nunca vou desistir de você!
Eu queria um amor daqueles, que depois de uma trepada maravilhosa ele não se vestisse e dicesse: - amor, tenho que ir! Eu queria um amor daqueles, que depois de uma trepada maravilhosa, olhasse nos meus olhos e dicesse o quanto me amava. Você me entende? Eu queria que por um longo e intenso ele apenas me amasse, sem nenhuma cobrança, sem nenhuma vergonha, sem nenhum medo. Que pra ele só existisse nós no universo inteiro, e que pra ele nada mais importava. Bom, sei que ele não pensa assim.. Não, não mesmo.
O meu amor, aquele amor; é do tipo de homem que me olha nos olhos, mais não é aquele tipo de homem que depois de uma noite de amor deixa eu encostar minha cabeça no peito dele, e ficar alí parada imóvel, olhando para ele. Então, só queria lhe pedir, por favor..
apenas me ame!

**
por Bianca Scolaro

(
aah eu precisava desabafar, escrevendo me sinto bem, mais aliviada. E é, eu só queria um amor daqueles!)

Entre conchas, pérolas e mares

Na vida, pelo menos na minha, nada é mais procurado do que a paz. Viver em paz é o caminho para muitas realizações. Mas o diferencial para alcançar a paz é saber em quem confiar, e isso está se tornando cada vez mais raro nesse mundo.

As pessoas mudam, e isso é uma dádiva, quando mudam para melhor, claro. Talvez a maioria das pessoas não tenham mudado para pior, talvez você simplesmente nunca a conheceu verdadeiramente, nunca conheceu o seu íntimo. E conhecer verdadeiramente assusta, surpreende.

Fico pensando o quão estranho é ser amigo de verdade, conhecer todos os defeitos de uma pessoa e ainda assim conseguir fazer as qualidades sobressairem e compensarem todos os defeitos.

Mas voltando a paz, e em quem confiar, nesse mundo de tantas pessoas, de tantas pessoas mal intencionadas é bom ter pelo menos uma pessoa em especial, em quem você confie sem restrições. Um amigo que te levante quando você já está quase passando do chão, e te leve para baixo, quando você acha que está maior que o céu.

É bom ter alguém para todas as horas, bom é pouco, é necessário. E quando você encontrar essa pessoa não a deixe escapar da sua vida, essa raridade deve estar sempre protegida.

Admiro muito as conchas, que conseguem transformar parasitas em pérolas. Eu gosto de moldar as pessoas, gosto de deixá-las ao meu modo. Pretendo cuidar, ser paciente, amiga, consertar os defeitos e exaltar as qualidades, mas só se você deixar.

Eu preciso ser sua concha, quer ser minha pérola?

Em que esquina dobrei errado?

Tudo por causa de uma esquina que dobrei errado.Foram apenas duas horas inúteis e cansativas, e duas horas não é nada na vida de ninguém. Mas quanta gente perde a vida que almejou por ter virado numa esquina que não conduzia a lugar algum?
Alguns desacertos pelo caminho fazem a gente perder três anos da nossa juventude, fazem a gente perder uma oportunidade profissional, fazem a gente perder um amor, fazem a gente perder uma chance de evoluir. Por desorientação, vamos parar no lado oposto de onde nos aguardava uma área de conforto, onde encontraríamos pessoas afetivas e uma felicidade não de cinema, mas real. Por sair em desatino sem a humildade de pedir informação a quem conhece bem o trajeto ou de consultar um mapa, gastamos sola de sapato à toa e um tempo que ninguém tem para esbanjar. Se a vida fosse férias em Paris, perder-se poderia resultar apenas numa aventura, mesmo com o risco de o avião partir sem nós. Mas a vida não é férias em Paris, e aí um dia a gente se olha no espelho e enxerga um rosto envelhecido e amargurado, um rosto de quem não realizou o que desejava, não alcançou suas metas, perdeu o rumo: não consegue voltar para o início, para os seus amores, para as suas verdades, para o que deixou pra trás. Não existe GPS que assegure se estamos no caminho certo. Só nos resta prestar mais atenção.

Quando Deus quer, não tem jeito!

Uma senhora muito pobre telefonou para um programa cristão de rádio pedindo ajuda.
Um bruxo do mal que ouvia o programa resolveu pregar-lhe uma peça.
Conseguiu seu endereço, chamou seus secretários e ordenou que fizessem uma compra e
levassem para a mulher, com a seguinte orientação:
- Quando ela perguntar quem mandou, respondam que foi o DIABO !
Ao chegarem a casa, a mulher os recebeu com alegria e foi logo guardando alimentos.
Os secretários do bruxo, conforme as orientações recebidas lhe perguntaram:
- A senhora não quer saber quem lhe enviou estas coisas ?
A mulher, na simplicidade da fé, respondeu:
- Não, meu filho. Não é preciso. Quando Deus manda, até o diabo obedece !

NÃO SE PREOCUPE DE QUE MANEIRA VIRÁ SUA VITÓRIA,
MAS QUANDO DEUS DETERMINA, ELA VEM .. AH VEM! :)

' tenha paciência não é no seu tempo e sim no tempo Dele, porque você
vê até um limite, Ele ultrapassa esse limite, e vê muito além do que enxergamos


*********

AMÉM!

Que outubro venha com bons ventos, que me traga sorte e amor, que não me deixe sofrer, por favor. Só por um mês, faça tudo dar certo, depois veremos o que vamos fazer em novembro.

Se eu for embora agora


Se eu jurar te esquecer, promete que se zanga? Aumenta o tom de voz, se altera e me diz que sou louca de desistir de nós dois. Me aperta pelos braços e me sacode como quem quer me fazer pegar no tranco, mas, por favor, não me diz que aguentaria.Há vidas atrás eu tento recuperar teu gosto puro de entrega apaixonada. Há vidas inteiras eu tento te mostrar que o amor é sim capaz de trazer alegrias. Mas seus argumentos hostís de quem não sabe se confia na voz que vem do próprio peito tem feito meu coração suar. Ou seriam lágrimas aquelas gotas salgadas que não param de escorrer aqui dentro?Não preciso explicar porque naquele dia eu te tirei de casa só pra ver de novo como seu sorriso fica lindo no meio da madrugada quando o sono tá querendo te abraçar. Nem dizer o que dentro de mim me fez te tirar bêbado daquela festa pra te deixar em casa sob segurança e te cuidar até adormecer. Preciso argumentar as minhas birras pra que tu seja um homem bem sucedido na tua carreira e que seja também um bom filho pra tua mãe? E será que ficou pouco clara aquela loucura pelo conforto do teu abraço nas noites em que o meu peito inchava de tanto te chamar? Eu amo você e sobre isso argumentos são desnecessários. Eu simplesmente amo você. E por esse amor cansei dos placebos românticos pra forjar alegria em fotos de família. Não quero um espaço ocupado, quero uma vida preenchida pela tua forma espaçosa de existir em mim. Quero você me escorrendo pelos braços, pernas, bocas e olhos. Quero você vivendo em mim, quero existir em você.Então corre pra mim e berra que esse amor que me declara é tudo que tem pra me dar, me chama de tola e mostra que sem você eu vou achar a vida um tédio, ri da minha cara e prova por A+B que nós fomos desenhados com os mesmos traços que se cruzam e se entrelaçam em todas as quinas. Diz na minha cara que se eu for embora você vai infernizar minha vida até que eu volte atrás, diz que me encontra no inferno se for preciso e que me leva pelos braços, arrastada e rendida pra junto do teu corpo.Não me deixa desistir de você, não fica ai chorando de costas enquanto estou a um passo da porta, não me diz que lamenta e nem me pede perdão, como quem não encontra saídas a não ser se arrasar.Não me olha com dor, não expressa esse vazio triste, não me traz esse olhar dilacerado e reprimido, não me faz achar que é fraco diante de mim.Se eu for embora agora, eu juro, eu vou pra ficar.Então briga comigo, mas por favor, não me deixa ir...

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Dessa vez quem está fugindo sou eu..

É, acho que me me enganei. Bom isso pra mim nem é novidade, afinal, eu sempre erro mesmo. Sempre me engano, sempre sou passada pra trás. Burra, estúpida, idiota. Isso são ótimas qualidades pra uma pessoa como eu.
Parece que a sua casca, aquela que eu disse que estava se desmanchando, aquela que eu disse que havia ido embora, não, ela continua bem ai. E acredito que dessa vez tenha vindo com um reforço extra.
Como eu pude ser tão cega a ponto de acreditar que você poderia mudar? Como eu pude pensar que dessa vez poderia ser diferente? Não, não foi e não será. E sabe por que? Porque eu cansei rápido demais dessa vez. Porque eu já desisti, porque eu já joguei a toalha.
Você me tinha nas mãos, mas tinha que fazer denovo, mais um das suas fugas. Você tinha que fugir denovo. Dessa vez sem motivo, me deixando sem entender o por que. Aliás, acho que elevei você demais, coloquei você num pedestal alto demais, e você deve ter se assustado denovo.
Mas nada justifica isso. Não, nada justifica.
Aprendi fazer um coisa "feia" nessas suas fugas. Uma coisa que me faz suprir sua falta. Uma coisa que talvez seja o melhor pra minha pessoa.
Eu uso uma pessoa. Uso ela como se fosse com você. Nas ligações, nas sms's, e ultimamente, até nos carinhos. Essa pessoa é ótima. Faz com que eu me sinta leve. Faz com que eu me sinta querida. E o melhor, faz com que eu me sinta amada. Coisa que eu nunca vou conseguir de você.
Recebi uma sms sua ontem. Uma sms que fez com que eu me sentisse uma completa idiota, uma babaca, uma imbecil. Uma besta que quer o teu amor, que implora por um pouco de consideração.
Parece que de ontem pra hoje eu tomei uma sacudida, tomei um esporro que me fez perceber. PQP, você não merece nem um pingo do que eu sinto por você. Não merece uma fagulha, uma faísca desse sentimento que insiste em permanecer no meu coração.
Merda, será que não sou digna do seu amor? Não sou digna da sua consideração?
Sim, eu tenho plena certeza de que sou. Mas, se você não percebe isso, não sou eu que vou ficar mendigando!
Pra minha pessoa já deu. Não quero mais isso na minha vida, não quero mais isso no meu coração!
Sim, gosto demais de você. Mas sinto muito, eu me amo! Me amo demais pra ficar sofrendo assim por você!
E espero do fundo do meu coração que você mude. Não por mim, mas sim por si mesmo. Por que pessoas com esse tipo de casca que você tem sofre. Pesssoas assim, como você, que gostam de massacrar sentimentos alheios, no final, sempre pagam caro! Te desejo sorte, e muita paz, naquilo que você acredita!